musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - MEU MANO - APOCALIPSE 16 - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Meu Mano letra


Um jovem como tantos outros era o meu irmão
Boa família, bom lar, ensinamentos cristãos
Crescendo, se fortalecendo

Tudo indicava que no futuro ele seria um bom cidadão
O tempo passando, ele amigo de todos
Logo completou seus 18 anos
Sem dor de cabeça, sem treta até então
É o tempo de prestar serviço militar

Alistado nas Forças Armadas conheceu diferentes camaradas
Que triste pra ele, que triste pra gente
Adilson, meu mano, lá dentro ficou totalmente dependente
Saindo de lá começou a roubar
Dentro de casa foi aonde começou praticar

Até seu emprego que estava garantido foi perdido, é
De lá pra cá nossa vida nunca mais foi a mesma
Mas sei que agora ele está em paz
Tenho certeza, tenho certeza

Esteja em paz, ali onde está
Esteja em paz, meu mano

Esteja em paz, ali onde está
Esteja em paz, meu mano

Agora muito trabalho, muita dor de cabeça
Adilson arrumando uma porção de treta
Mas minha mãe otimista e sempre com muita fé
Orava pedindo ajuda pro filho que tão bem ela quer
Mas só Deus sabe como foi forte a dor que ela sentiu

Quando viu do lado de dentro da cela o filho dela
Preso por furto, estava detido
Delito grave havia cometido
Detonado pelas drogas e também pela maldita estadia na prisão
Se arrependia, chorava, quem sabe até talvez orasse

Pedindo que de lá de dentro Deus o tirasse
Seu pensamento era um só: Se recuperar
Ele saiu de lá de dentro num marcado horário
Só que infelizmente agora é um ex-presidiário
Um ex-presidiário

Decidido a mudar, decidido a melhorar
Foi internado numa clínica pra se recuperar
A ajuda que tanto precisava estava lá
Algum tempo se passou e ele ficou recuperado
O evangelho de Jesus Cristo lhe havia sido pregado
Com motivação voltou a trabalhar
Ficou noivo e até pensava em se casar
Mas por pouco tempo durou nossa alegria
Só lhe restavam apenas mais uns dias
Somente mais uns dias

Esteja em paz, ali onde está
Esteja em paz, meu mano

Esteja em paz, ali onde está
Esteja em paz, meu mano

Mas a lei humana sempre falha
Sua liberdade condicional foi revogada
Alegaram que ainda faltavam seis anos, hã
Novamente enquadraram meu mano
Adilson tinha fé que logo sairia
Formaria sua família, se reintegraria
Era um sonho que não aconteceria
Não, não aconteceria

Com o tempo sua saúde se deteriorou
Sequelas do passado mostravam que seu futuro estava selado
Libertado pra casa voltava muito mal, em fase terminal
Um destino selado, um episódio frequente
Um jovem morrendo prematuramente

Não teve como deter, não teve como conter AIDS, o HIV
Pegou? Esquece, você adoece, tudo terminado
Infelizmente não haveria futuro devido ao seu passado
Mas tinha fé que ao lado de Deus logo estaria
Vendo a tão sonhada paz
E que esteja um dia, e que esteja um dia

Ali onde está
Esteja em paz, meu mano

Esteja em paz, ali onde está
Esteja em paz, meu mano

Na sala da minha casa, eu digo pra você
Na sala da minha casa minha mãe viu meu irmão morrer
Algo nada agradável de se ver

Antes de fechar pra sempre os olhos seus
Disse a minha mãe que viu os anjos de Deus
Vindo buscá-lo para a paz e o conforto que o mundo não lhe deu
E faleceu

Hoje passados alguns anos sei que o meu mano
Ao lado do Pai está curado
Graças ao evangelho de Cristo que lhe foi pregado
Há poder no evangelho, a proteção
É saúde pra sua vida, fé então, meu irmão
Se proteja do vírus do cão, da peste do século, não seja cético
Não erre primeiro pra depois pedir perdão
Pedir perdão

Esteja em paz, ali onde está
Esteja em paz, meu mano

Esteja em paz, junto com o Pai
Esteja em paz, meu mano

Esteja em paz, ali onde está
Esteja em paz, meu mano

Apocalipse 16 - Letras

©2003 - 2022 - musicas.mus.br